David J. Phillips

Autodenominação:

Outros Nomes:

População: 4.169 (DAI/AMTB 2010), 6.065 (Vieira 2013).

Localização: BA e PE. A Ilha Nossa Senhora de Assunção e oitenta ilotas, chamadas Arquipélago Assunção no baixo rio São Francisco, no município de Cabrobó, PE.

Reserva Indígena Fazenda Tapera está em identificação.

Terra Indígena Ilha da Tapera/São Felix, PE, reservada, 250 Truká (FUNAI/SIASI 2011).

T. I. Truká, PE, de 5.769 ha de caatinga, na margem esquerda do rio São Franscico, declarada em 1993, ainda em 2013 esperava homenagem, com 5.899 Truká (FUNASA 2010).

Língua: Português.

História: Uma aldeia indígena existia na extremidade ocidental da Ilha da Assunção em 1722. A ilha foi elevada à categoria de paróquia e 400 pessoas não índios. Em 1792 uma grande enchente causou muitos para sair. No meio do século XIX a ilha foi a sede da Freguesia de Belém do São Francisco. Quando a sede foi transferida para Cabrobró, as terras da ilha foram arrendadas e os índios obrigados trabalhar em regime de semiescravidão. Em 1920 o bispo reivindicou a ilha como propriedade da Igreja Católica e os índios eram obrigados a pagar o foro anual ao bispo.

No meados dos anos 1940 os Truká passam a reivindicar junto ao SPI o reconhecimento de seus direitos fundiários sobre a ilha. O SPI conseguiu instaurar uma Ação de Nulidade de Venda, mas os conflitos com os não índios continuaram. Em 1965 o Estado de Pernambuco comprou uma parte da ilha para criar um núcleo de Colonização dividido em lotes individualizados. Em 1976 a FUNAI com o apoio do CIMI conseguiu devolver aos índios um terreno plantado como vieiro de mudas do Estado. Afinal a Terra Indígena Truká foi identificada com 1.659 ha, embora uns mil hectares era ocupados por posseiros. Em 1987 um Posto da FUNAI foi instalado na cidade de Arcoverde. Em 2002 a T.I. foi delimitada com 5.769 ha.

Estilo da Vida: Vivem na Ilha Assunção no rio São Francisco em trinta aldeias, o meio ambiente é semiaridez de caatinga com áreas de floresta. A subsistência é por cultivar arroz e a pesca, mas atualmente há uma grande escassez de peixe, devida aos projetos hidroelétricos. Eles cultivam milho, importante na sua cultura, e arroz, mandioca, macaxeira, cebola, alface, tomate, melancia, pimentão e pimentinha, beterraba, coco e frutas com manga e goiaba. Coletam frutas do mato. Alguns trabalham na cidade de Cabrobó. Desde dos anos 70 posseiros têm exausto o solo. Pessoas invadindo as terras têm plantado maconha, e os traficantes ameaçaram os funcionários da FUNAI e os índios. Em 1999 a polícia federal queimou 20.000 pés de maconha, mas as ameaças continuaram (Equipe 2007).

Sociedade: Assistência médica por clinicas temporárias nas aldeia, Equipes Multidisciplinares de Saúde Indígena (EMSI).

Artesanato:

Religião: Cantam em homenagem da Assunção, a ilha e a Nossa Senhora. Os Truká crêem que os Encantados moram na Ilha da Onça onde realizam rituais. Eles consideram que há doenças que podem ser curadas pela medicina moderna e outras que precisam de ser tratadas pelo pajé usando curas tradicionais, orações e rituais. Não uma divisão exata entre esta duas classes de doenças. O Toré pode curar doenças (Vieira 2013). Diversos animais são usados nas curas, o jacaré (Caiman latirostris) é usado em todas aldeias.

Os Truká realizam o ritual do Toré e o consume da jurema, que consideram que deem a força para trabalhar. Ficam sentados em redor de uma mesa e tomam a 'cura' de jurema com aguardante e alho e entram em um estado alucinogênico.

Cosmovisão: Os Encantados são seus ancestrais convertidos em seres espirituais e associados a elementos da natureza. Um Encantado chamado Manoel da Obra é dono da mata. A Mãe D'Água é associado com o rio São Francisco e sua água é tirada com a licença dela.

Comentário:

Bibliografia:

  • DAI/AMTB 2010, 'Relatório 2010 - Etnias Indígenas do Brasil', Organizador: Ronaldo Lidório, Instituto Antropos -http://instituto.antropos.com.br/
  • EQUIPE de edição da Enciclopédia, 2007, 'Truká', Povos Indígenas do Brasil, Instituto Socioambiental, São Paulo. http://pib.socioambiental.org/pt/povo/truka/
  • VIEIRA, Hítalo Thiago Gomes; Jacqueline Eyleen de Lima Oliveira; Rita de Cássia Maria Neves 2013, 'The intermedicality relationship among Truká Indians, in Cabrobó – Pernambuco', Saúde e Sociedade, Vol.22. no. 2, São Paulo, Apr./June.
indigenous peoples of Brazil
Relatorio DAI-AMTB IndigenasDoBrasil
Lista das Etnias Indigenas