David J. Phillips

Autodenominação:

Outros Nomes: Nereyama, Nuquini (DAI/AMTB 2010). Nereyana, 'morcegos' (FUNAI). Não deve ser confundido com os Nuquini, Nukini, uma tribo indígena que habita áreas do extremo oeste do estado do Acre (veja perfil).

População: Desconhecida.

Localização: Pará, perto da Perimetral Norte e próximo ao Parque Nacional do Tumucumaque no Pará e Amapá. O Parque é de 38.874 quilômetros quadrados, o maior de floresta tropical do mundo, foi criado em 2002, homologado e registrado no CRI e na SPU. Acrescentando o Guiana Amazonian Park na fronteira a área junta é 59.174 quilômetros quadrados. Com uma população de Aparai, Kaxuyana, Tiriyó e Wayana, total 1.700 (FUNAI 2011).

Língua: Nereyó.

História: Conhecidos como índios ferozes e canibais, temidos pelos Tirios. A Funai considera a possibilidade de encontrar, durante o projeto de atração e pacificação de índios na área da Perimetral Norte e próxima ao Parque Nacional do Tumucumaque, índios conhecidos por Nereyó ou Nereyana, tidos como canibais. O canibalismo é ritual guerreiro, afirma a FUNAI, e não uma simples prática antropofágica para saciar a fome. O sertanista Francisco Meireles estava disposto entrar a área difícil para pacificação e para que os índios não sejam surpreendidos pela construção da Perimetral Norte com ocorreu na Transamazônica (Jornal do Brasil 23/03/1973).

Estilo da Vida: Caçador coletadores.

Sociedade: Sem informações.

Artesanato:

Religião: O canibalismo praticado por algumas tribos do Brasil é integral ao seu conceito de guerra. Fazem guerra por um ciclo continuo de vingança. Os Tiryó afirmaram em 1974 à FUNAI que os Nereyó costumam devorar os inimigos que matam em guerra. Acreditam que, ao comer a carne de um inimigo guerreiro, iriam assim adquirir o seu poder, seus conhecimentos e as suas qualidades. O prisoneiro é conduzido à aldeia e guardado por dias, recebendo o melhor alimento. Durante a festa o vítima deve manter-se valente enquanto sofre insultas e depois é executado por golpe de borduna.

Cosmovisão:

Comentário:

Bibliografia:

  • DAI/AMTB 2010, 'Relatório 2010 - Etnias Indígenas do Brasil', Organizador: Ronaldo Lidório, Instituto Antropos -http://instituto.antropos.com.br/
  • HEMMING, John, 2003, Die If You Must – Brazilian Indians in the Twentieth Century, London; Pan Macmillan.
indigenous peoples of Brazil
Relatorio DAI-AMTB IndigenasDoBrasil
Lista das Etnias Indigenas